O Brilho Metálico de Gilmar Pinna

Os guerreiros medievais, cavalos rampantes, donzelas e as sereias, enormes peixes metálicos, além de sua coleção de arte sacra e bustos de personalidades, entre outros temas, compõem o conjunto de obras elaboradas pelo escultor Gilmar Pinna, nascido em Ilhabela, litoral norte de São Paulo, e revelam uma nova forma de interpretação da figura, tanto humana como animal, através da singular expressão de um artista que rompe com os limites da escultura acadêmica e tradicional.

Em sua apresentação, o crítico de arte Luiz Ernesto Kawall assim define a obra do artista: “Sua arte escultórea é repleta de formas e estruturas diferentes, cuja elaboração necessita de ousadia dinâmica e muita força interior. É uma arte feita com alma, coração e muito esforço físico.”

Autodidata, Gilmar Pinna iniciou sua carreira artística aos 10 anos realizando esculturas em areia, e aos 12 anos conquistaria o Primeiro Prêmio de Escultura em Areia do Litoral Norte Paulista.

Sustentabilidade

Em 2008, esculpe em aço inox Cristo Crucificado, e recebe no galpão de trabalho a ilustre visita do Padre Antonio Maria, para uma recepção de benção da obra.
Em 2009, dá início ao seu novo projeto “ Sustentabilidade”, que cotará com a execução de obras de grande porte sobre a água, ar e terra.
Gilmar Pinna contou com visitação pública superior a 1.000.000 pessoas somente em seus últimos eventos.

Nunca Acreditei na Perfeição, no entanto dedico meu  esforço diário para ser perfeito. (Gilmar Pinna)

O passo seguinte seria a escultura em metal. No início dos anos 70, incentivado pelo pintor e desenhista basco Fernando Odriozola, de quem se tornara amigo e admirador, começou a participar de concursos e salão de artes, conquistando vários prêmios.

Em 1976 realizou sua primeira mostra individual, na Galeria Vanguarda, em São Paulo. Seguiram-se outras individuais e participações em exposições coletivas. Ao mesmo tempo, passou a elaborar trabalhos de encomenda para diversos colecionadores e empresários, no Brasil e no exterior, contando atualmente com diversas obras expostas em praças públicas na Itália, Suíça e Espanha e Portugal, onde em Julho de 2005 esteve restaurando uma obra sua já instalada, e recebeu homenagem pela ocasião do Centenário da cidade de Vila de Lousada.

Em julho e agosto de 2000 realizou no Espaço Cultural do Conjunto Nacional, São Paulo, a convite da Secretaria Estadual da Cultura, sua exposição “Coleção do Milênio”, contando no evento com o patrocínio do BANCO DO BRASIL e apoio da Sanko Espumas, da Super-Inox, e do Estúdio Tom Brasil.

Em São José dos Campos, as obras de Gilmar Pinna foram visitadas de 05 de outubro a 05 de novembro de 2000, e sua exposição contou novamente com patrocínio do BANCO DO BRASIL e do valioso apoio da TV Vanguarda Paulista – afiliada Rede Globo e Shopping Colinas.

Na cidade de São Paulo, Gilmar Pinna realizou em 2001, de 21 de abril a 20 de maio, a exposição que marcou a reabertura do Parque Villa Lobos, a convite da Secretaria de Recuperação de Bens Culturais do Governo do Estado de São Paulo e da Secretaria de Estado dos Negócios de Esportes e Turismo, e Ministério da Cultura.

Em fevereiro de 2002, a convite da Prefeitura Municipal de Chicago (E.U.A.), Gilmar Pinna realizou palestras em escolas públicas, além de executar obras para algumas entidades americanas (High School de Highland Park, Nature Preservancy (Ong americana de preservação da natureza), entre outros).

Em 2003 e 2004, trabalhou na complementação do parque escultórico da multinacional Sanko espumas, executando cinco obras inéditas.

Em maio de 2005, na cidade de Santander, Espanha, foi instalada a escultura “D. Quixote e Rossinante”, em comemoração ao quarto centenário da obra legendária de Miguel de Cervantes.

De Maio a Junho de 2006, o escultor realizou no Memorial da América Latina, São Paulo, a exposição de sua maior coletânea de obras, o Projeto Retratos da Vida, com dez esculturas, sendo nove com aproximadamente 20 toneladas cada, homenageando personalidades que de alguma maneira se dedicaram à paz em nossos tempos.

Atualmente esta coletânea encontra-se instalada em parque escultórico especialmente preparado para recebê-las, na cidade de Praia Grande, litoral sul de São Paulo, denominado “Parque dos Sonhos”.

No ano de 2007, foi nomeado pela Câmara Municipal de Ilhabela, Embaixador Cultural de sua cidade natal, por relevantes trabalhos de divulgação e contatos culturais realizados entre Ilhabela e outros Municípios tanto brasileiros como no exterior, onde destaca-se o tratado de “Cidades Irmãs” firmado entre o Município de Lousada, em Portugal e Ilhabela, para intercâmbios Culturais, Educacionais e de Turismo, entre outras ações.

Em 2012 realizou em Guarulhos, São Paulo a Exposição em Comemoração aos seus 40 anos de arte.

Acompanhando as mudanças nas grandes cidades de trocar o carro por transportes alternativos, construiu a Obra “ Os Ciclistas “ que está localizada na ciclovia na Avenida Paulo Faccini , Guarulhos , São Paulo.

Em junho de 2013 recebeu o titulo de Professor Honoris Causa da FIG UNIMESP – Centro universitário de Metropolitano de São Paulo.

2014 realizou a restauração de suas Obras que eram todas em Aço Carbono para Aço Inox localizada na Praça da Paz Praia , Praia Grande , São Paulo.

Em junho de 2014 para celebrar a copa em nosso País, construiu um monumento de 25 metros de altura denominado “Cavaleiro Fiel” que esta instalada no acesso ao Aeroporto Internacional de Guarulhos São Paulo.

Em 2015 foi convidado a construir algumas obras em Ilhabela, SP, construiu A obra Os Corredores , A Multiplicação e para finalizar construiu o Mapa da Ilhabela com 25 metros de altura estilizada que é o portal da cidade.

2016 , recebeu um convite inusitado, foi convidado à fazer um novo símbolo para Justiça Federal , e com a sua sensibilidade criou o Símbolo da Conciliação A Deusa Themis está sem vendas, entregando a balança ao povo e sua espada deitada no chão.

2016 entregou uma obra para a Câmara Municipal de Ilhabela denominada Lei de Deus, Lei dos Homens.

E para fechar o ano fez uma escultura do Pintor Waldemar Belizário que esta instalada no Museu Waldemar Belizário em Ilhabela , São Paulo.

Em abril de 2017 fez em São Paulo no Parque do Ibirapuera a sua maior mostra. E traz, em sua exuberância, uma original e contundente releitura da sagrada “Via-Crúcis”. Composta por 46 esculturas de aço inóx, com aproximadamente 3 metros de altura cada, PAIXÃO reconstrói as simbólicas Estações percorridas por Jesus no Caminho do Calvário. Apresentando em todas elas, diversos ícones de distintas religiões, que amparam e confortam Jesus, propondo uma reflexão de amor, de união e de justiça.

Exposição está que percorrerá todo o Brasil , atualmente está exposta em Ilhabela até 04 de setembro.

Em junho de 2017 entregou para a cidade de Aparecida- SP, em esculturas os cinco principais milagres de Nossa Senhora Aparecida , O milagre dos Peixes quando a Santa é encontrada, o Milagre do Escravo Zacarias, o milagre da Menina cega, o milagre das velas e o milagre do cavaleiro ateu que faz parte das comemorações dos 300 anos de aparição de Nossa Senhora Aparecida.

Para inaugurar em outubro 2017, Gilmar Pinna fez uma Nossa Senhora Aparecida de 50 metros de altura toda em aço inox, com o mapa do Brasil em volta para a comemorar os 300 anos de aparição da santa.

Por todos os lugares onde Gilmar executa seu trabalho de arte em escultura, leva orgulhoso o nome de sua ilha por ter nascido e Guarulhos por ter abraçado sua arte, de suas belezas naturais e de seu povo sempre pronto a receber a todos de todo o mundo.